estatisticas gratis

Toques & Rimas

Seus Olhos

Luz que reluz sentimentos,

Tentando me contar seus segredos.

Um grande e envolvente mistério,

Ou nada além de uma doce besteira.


Sonhos que despertam o amor,

Revelando um mundo de conto de fadas.

Ou se perdem na verdade da vida,

Que pra ser sincero, nem eu mesmo sei direito.


Deles brotam lágrimas,

Afogando su'alma em tristeza.

Arregalam-se, demonstrando surpresa,

E se reviram quando ensandecida de tanto prazer.


Fecham-se por inúmeros motivos,

Dês da timidez ao mais louco desejo.

E quando você adormece...

- Sonhe com os anjos, princesa!


Esses são seus olhos,

Que dizem mais que palavras.

E que nem fechados se calam,

Quando precisam desabafar.


Observam os mínimos detalhes,

Piscam ao vento e se banham com a chuva.

Ignoram a luz direta do Sol,

E durante a noite contemplam o seu luar.


Se dilatam quando querem apreciar o horizonte,

E se retraem quando enfim cansados.

Percorrem os cantos... ocorrem encantos...

É a busca de novas e fortes emoções.


- Sorria menina!

E seus olhos brilham como pérolas negras.

Um Universo de rara e inestimável beleza,

Que poucos conseguem enxergar.


Sei disso porque sou quem sou,

Um mago na arte de amar.

E vislumbro neles a inspiração,

Para o meu talento de poetizar.


Esses são seus olhos,

Que dizem mais que palavras.

E por mais que tu queiras,

Não mentem jamais.


                                           18/03/2002


Todas essas obras são de autoria de Gustavo Drago e fazem parte do livro Toques & Rimas, que será lançado em breve. 


Respeite o Direito Autoral!


Dádivas

Eu pedi vida,
E Deus me deu.
E quando quis uma família,
Deus também me deu.

Daí eu precisei ter uma infância,
E Deus me deu.
Então eu quis amigos,
E ganhei um mundo inteiro.

Cresci e quis vencer na vida,
Aqui estou.
E quanto ao dinheiro,
Bem... já tenho o necessário.

Conheci o mundo e paz pedi,
E ela Deus me deu.
Dela eu quis felicidade,
Vou sorrir.

Doente lhe pedi saúde,
E fui curado.
Ainda precisei de forças,
E fui capaz de remover montanhas.

Fiz uma lista de pedidos,
Que Deus não me negou nenhum.
E quando achei não ter mais o que pedir,
Ainda ganhei você.


Te amo!



04/04/2001


Insanidade

Oh... mágoa de amor,

A sina de quem joga e sai perdedor!

Aquele que não sabe se impor,

Por ser tão sonhador.


Nada, nada e morre na praia.

Ou corre e foge da raia.

Vai a luta mas não é dessa laia,

Cai... recai e só leva na cara.


E no fim chora de desilusão,

Sofre calado na solidão.

Se afoga em depressão,

Sem nem ter do que pedir perdão.


Oh... mágoa de amor,

A sina de quem joga e sai perdedor!

Aquele que não sabe se impor,

Por ser tão pecador.


Bate coração despedaçado,

Sofre por um amor alado.

Resista calado no peito,

Ainda que triste e descompassado.


Pulsa o sangue pelas veias,

Dai-me energia e meia.

Traz vida e me presenteia,

Com aquele que minh'alma sempre semeia.


Deus!


E por falar Nele eu rogo piedade,

Mas não adianta que é xeque-mate!

Ponto para essa insanidade,

Que um dia ainda me trará felicidade.


                                           09/05/2003


Gustavo Drago - sinônimo de sucesso